Como ser Mais Produtivo

12 Dicas Simples para Ser Mais Produtivo

Se passa o dia ocupado e mesmo assim não se sente produtivo, este é o artigo ideal para si.

Cada vez sentimos mais pressão em fazer mais e melhor, quer na vida profissional quer na vida pessoal. Mas a verdade é que não nos conseguimos desdobrar para simplesmente corresponder a expectativas irreais que não acrescentam nenhum valor nas nossas vidas.

Pense na sua rotina. Pense em todas as tarefas, atividades, obrigações, projetos, responsabilidades, inclusive pessoas com as quais deve dividir a sua atenção. É muita coisa, não é? Então é perfeitamente normal chegar ao final do dia cansado e ao fim da semana completamente estafado. Depois quer aproveitar as folgas para finalmente marcar aquele jantar com amigos, fazer as limpezas lá em casa, ir às compras, visitar familiares… e assim de repente já passou e lá voltamos ao mesmo ciclo. Nem sempre chega o tempo ou a energia do nosso corpo. É importante estar atento aos sinais que ele nos dá para evitar estragos maiores.

Fizemos uma lista dividida por três temas chave. Identificamos alguns problemas e possíveis soluções para que se possa sentir mais produtivo.

 

Foco

Faz sentido. Manter o foco e ser produtivo são dois conceitos que devem andar de mãos dadas neste assunto.

  • Guarde o Telemóvel. Evite distrações. Notificações sempre a cair, grupos de conversas, o simples vício de desbloquear e ver as horas. Já pensou na quantidade de vezes que toca no smartphone? Está a perder tempo desnecessariamente.
  • Música, com fones de preferência. É claro que a música ajuda, e muito, na concentração, e existem inclusive várias playlists já preparadas para encontrarmos o ritmo certo. Sobre a questão dos fones: é muito simples. Trata-se de um código universal para “não me chateiem”. Se tiver que dividir espaço com outras pessoas, funciona, mesmo que não esteja a ouvir música.
  • Faça listas. Aqui somos viciados em listas. Escreva tudo o que precisa ser feito, comece pelas mais pequenas e vá riscando. A sensação de dever cumprido e a satisfação de ver uma tarefa feita são muito gratificantes. Cada vez que se apanhar com uma tarefa mais extensa, vá fazendo pausas de 10 minutos a cada hora e meia, tal e qual como na escola.
  • Horário de trabalho. Sente-se mais produtivo durante o dia ou à noite? Encontre o seu pico e dedique-se nestas horas a tarefas mais intensas e complexas. Da mesma forma que é necessário ter horas para começar, é importante cumprir um horário para terminar. Trabalhar até antes de ir dormir não lhe traz benefícios duradouros. Acaba por entrar num ciclo vicioso e nem as horas de descanso lhe vão parecer descansadas.

Alimentação

Geralmente é deixada para segundo plano, cada vez que o dia está mais preenchido. Porém, a alimentação desempenha um importante papel no nosso desempenho.

  • Beba (muita) água. Para muitos pode ser um desafio, mas beber água ajuda a manter os níveis de energia bem altos. Manter uma garrafa por perto evita visitas à cozinha para encher mais um copinho.
  • Evite alimentos que a sua avó não consideraria comida. Sim, falo em alimentos híper processados e carboidratos vazios. Toda aquela lista que geralmente usamos quando temos que fazer noitadas de trabalho: pacotes de batatas fritas, pão branco, doces, massas, pizzas… Tudo isto deixa-nos moles depois de comer. Surge aquela vontade fazer uma cestinha, mas é preciso concluir tarefas. Então complete o seu prato com mais proteína, gorduras boas e fibras.
  • Evite o café perto da hora de descanso. É claro que o café se torna um grande amigo quando precisa de se sentir mais produtivo. Mas são poucas as pessoas que bebem um café muito próximo da hora de dormir e conseguem ter uma boa noite de descanso. E o descanso é essencial.

Motivação

A Luz ao fundo do túnel. Para se sentir mais produtivo é essencial ter a motivação certa. Já aqui falamos nas listas, onde ver uma tarefa concluída sem dúvida nos dá mais força, mas existem outros segredos.

  • Organização. Saber exatamente o que deve fazer e onde tem as ferramentas necessárias é meio caminho andado. Estipule prazos e metas diárias e semanais. Comece sempre por aquelas tarefas que à partida já sabe que serão mais rápidas. Uma boa dica é, sem dúvida, assinalar os seus tempos para determinados afazeres. E, melhor que tudo, prepare-se no dia anterior.
  • Seja grato. Há quem fale em painéis de gratidão, mas se os trabalhos manuais não são o seu forte, não se preocupe. Reúna num local seu (um frasco, uma gaveta, um compartimento na carteira, no próprio telemóvel) tudo aquilo que o deixa feliz e lhe rouba um sorriso. Elogios, pessoas, recordações… escreva, tire fotos, desenhe, como preferir. Mas registe estas pequenas coisas e sempre que se sentir mais em baixo, visite este seu local e o seu ânimo ficará mais alto.
  • Desafie-se. O mundo está cheio de negatividade e pessoas que não acreditam em si. Mostre do que é capaz. Faça uma aposta com alguém sobre o seu novo compromisso. Defina um prazo e se não tiver cumprido a sua palavra, será penalizado. É uma boa maneira de se auto motivar.
  • Mime-se. O famoso “treat yo self!”. Sabe aquela sensação que pode cometer um pecado na dieta depois de ter ido ao ginásio? É mesmo isto, o “eu mereço”. Depois da missão cumprida tire tempo para si próprio. Se há alguma atividade que há uns tempos não faz, mas gostava muito, estabeleça como meta depois de cumprir os seus objetivos. Levanta o humor, melhora a motivação e traz uma sensação de controlo e equilíbrio.
  • Quebre a Rotina. Cada vez que sentir que está a deixar-se levar pela monotonia da rotina, saia da caixa! Não quer dizer que volta e meia deve ir fazer bungee jumping. Mas, às vezes pequenas mudanças, como ir até à beira-mar a meio da semana, já é suficientemente louco para lhe trazer aquela dose de motivação extra.

 

A lista poderia continuar, e contamos consigo para nos ajudar a completá-la, mas um passo de cada vez. Ajuste alguns hábitos simples, e tire o maior proveito do seu dia. Afinal, ser produtivo é tão simples quanto saber utilizar os seus recursos: a sua energia e o seu tempo.

Deixe o seu comentário