Café ou Cerveja?

Café ou Cerveja?

Não é uma dúvida existencial, mas quase. Pelo menos para mim. Ora café ou cerveja… Aposto que se clicou aqui, é cá dos meus. Há tantas formas de responder a esta pergunta que nem sei por onde começar. “Sim!” – parece a resposta mais óbvia, para um e outro. Mas que tal responder com outra pergunta: “porque não ambos?”. Não, não estou a sugerir uma mistura para originar uma nova bebida qualquer, que aposto que já existe. Talvez até já tenha bebido, mas não me lembro…

Bem, continuando. Quantas pessoas conhece que são viciadas em café? Eu sou. Com certeza também faz parte do grupo. Se acha a palavra “viciado” muito forte, eu posso trocar a interrogação: O seu dia começa sem café? Ohkey, agora que já chegamos a um consenso, avancemos. E o seu fim de semana começa com o quê? Se respondeu logo vodka ou whisky, aconselho uma cerveja primeiro!

Brincadeiras de parte, a verdade é que quando pensamos nestas duas bebidas facilmente associamos um timing certo para cada uma delas. Café ao acordar é sagrado, depois de almoço cai sempre bem, quem sabe mais um durante a tarde se a noite foi muito mal dormida. Funciona como o kickzinho de energia que nos põe a funcionar de tarefa em tarefa. Mas quando estas acabam – pelo menos para aquele dia –, ai que bem que ia uma cervejinha! Fresquinha, a estalar… sabe sempre bem.

Portanto, primeiro café, depois cerveja. Estamos de acordo?
Bem, nem sempre. Vamos lá ver o porquê…

Apesar de já estarmos mais do que a par de todas as desvantagens destas drogas, a verdade é que existem formas de aproveitar os benefícios do álcool e da cafeína, de modo responsável. Não quero com isto dizer que, se não toma café ou cerveja, está a desperdiçar o seu potencial. Existem imensas pessoas com capacidades incríveis que nunca beberam uma ou outra bebida. Mas depois há lendas nas mais diversas áreas, como na literatura, em que até são conhecidas pelos seus excessos, mas não deixam de ter obras intemporais e relevantes.

Como nos afeta a cerveja?

Existe uma parte do nosso cérebro que se chama córtex cerebral. É a parte responsável por controlar a consciência, o pensamento, a linguagem e a interação. É quando o álcool chega até aqui, que se começa a sentir menos focado. Porém menos focado quer também dizer livre de todas aquelas preocupações que geralmente lá estão. Então após umas duas ou três bebidas –falamos em 0.07 g/l no sangue – tornamo-nos mais criativos!

O lado mau? Os excessos, claro. Perder o foco de todas as situações que andam sempre por aqui a marinar pode ser bom para ter grandes ideias, no entanto em demasia leva-nos à diminuição da capacidade de memória.

Como nos afeta o Café?

Imagine uma relação amorosa entre a adenosina e os seus recetores. Calma, eu explico. A adenosina é um neurotransmissor que se relaciona com o consumo de energia, e vai-se acumulando durante o dia dando-nos a sensação de cansaço. Depois é removida durante o sono. A cafeína basicamente interfere nesta relação, ligando-se aos mesmos recetores do cérebro e impedindo-a de atuar. É por isso que logo após uns cinco minutos nos sentimos com mais energia e maior foco.

Tal como com o álcool, beber grandes quantidades de café tem as suas desvantagens. Falamos em criar tolerância à substância e cada vez mais ser necessário ingerir quantidades maiores para receber o mesmo tipo de estímulo.

Cerveja e café!

Depois desta reflexão sobre a influência do café e da cerveja, com certeza verá as coisas de outra maneira. Sempre que precisar de uma nova ideia, já sabe. É só libertar-se das inquietações do dia a dia e permitir que o seu cérebro faça ligações mais profundas. Entre um e outro brinde, então… Quem é que não gosta? Com certeza já ouviu que as melhores ideias surgiram à mesa, e aposto que o copo não estava sempre cheio.

O café, mais do que um amigo da digestão, é o melhor amigo para concretizar essa ideia.

Nunca é de mais mencionar que este artigo não é um estímulo para o consumo de uma ou outra bebida. Se nunca bebeu, está tudo bem. Se bebe, moderação é a palavra-chave.

Amigos criativos, não precisam começar o dia de mini na mão. Mas café e cerveja, ou melhor: cerveja e café podem ser aliados nesta luta!

Deixe o seu comentário